Livros/Livraria

Foram encontrados 15 livros.

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Os Barbosas em Mato Grosso/Panoramas do Sul de Mato Grosso... - Emílio Garcia Barbosa

DAs tres obras de Emilio GArcia Barbosa que compõem esse volume, a primeira e a segunda descreven principalmente o povoamento da Vacaria, com destaque à invasão paraguaia; a terceira se ocupa da história e descrição da cidade de Campo Grande.

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Reminiscência - Despedida - Felicidade...Amor - Emílio Garcia Barbosa

As obras de Emilio Garcia Barbosa que compõem esse volume são mais de caráter pessoal, até intimista, pois giram em torno dele e de sua esposa, Pompéia. Na primeira, como o próprio título indica, repassa as memórias de seu tempo de fazendeiro, na Vacaria; na segunda, descreve, com certa revolta, os últimos dias de sua mulher. Na terceira, retoma as memórias pessoais, sua vinda de Barbacena (MG) e a vida na fazenda Passatempo, Vacaria, e seus ´[ultimos dias em Campo Grande.

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Nas fronteiras de Mato Grosso - Umberto Puiggari

Umberto Puiggari, em Fronteiras de Mato Grosso - terra abandonada, faz contundente descrição da violência que grassava na fronteira de Ma (hoje Mato Grosso do Sul) com a República do Paraguai, nos idos de 1930. detém-se ainda em fatos e famílias como a revolução constitucionalista, os Barbosas, o povoamento e analisa a propaganda separatista e os reflexos dos diversos levantes armados, tão comuns à época, sobre o desenvolvimento do sul do então MAto Grosso - " Pela qualidade da obra e pela sua trajetória de agudo e corajoso observador das coisas da fronteira onde viveu, Puiggari conquistou um lugar inquestinávelmente merecido na historiografia regional. assim, o IHGMS disponibiliza em sua seleção Memória sul-mato-grossense uma das mais relevantes obras produzidas sobre a história regional, tornando acessível um livro de leitura obrogatória para quem deseja conhecer e compreender a fronteira Brasil-Paraguai" 


R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Álbum Gráfico do Estado de Mato Grosso - Tomo III - S. Ayala & F. Simon

'Impresso na Alemanha em 1914 (chegou a Corumbá, por causa da Primeira Guerra Mundial, somente em 1918), o Álbum Gráfico do Estado de Mato Grosso, organizado por S. Cardoso Ayala e Feliciano Simon, tinha como principal objetivo "apresentar o Mato Grosso moderno aos que, dentro e fora do Brasil, não o conhecem e desejam conhecê-lo".
Os organizadores receberam apoio financeiro do Estado, de muitos comerciantes e industriais, bem como a cooperação de diversos articulistas, que abordaram os mais diferentes articulistas, que abordaram os mais diferentes aspectos de Mato Grosso: história, economia, população, ensino, imprensa, pecuária, agricultura, mineração, extrativismo, vegetação, vias de comunicação, comércio, indústria, navegação, destacando, naturalmente, as potencialidades que o Estado oferecia nesses campos todos, não s eesquecendo de registrar a história de cada município. o Álbum, ilustrado com fofografias (pouco mais de mil e cem), tabelas, gráficos, mapas e propaganda, constitui, sem dúvida, no Estado, a mais importante publicação da primeira metade do século 20.


R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Álbum Gráfico do Estado de Mato Grosso - Tomo II - S. Ayala & F. Simon

'Impresso na Alemanha em 1914 (chegou a Corumbá, por causa da Primeira Guerra Mundial, somente em 1918), o Álbum Gráfico do Estado de Mato Grosso, organizado por S. Cardoso Ayala e Feliciano Simon, tinha como principal objetivo "apresentar o Mato Grosso moderno aos que, dentro e fora do Brasil, não o conhecem e desejam conhecê-lo".
Os organizadores receberam apoio financeiro do Estado, de muitos comerciantes e industriais, bem como a cooperação de diversos articulistas, que abordaram os mais diferentes articulistas, que abordaram os mais diferentes aspectos de Mato Grosso: história, economia, população, ensino, imprensa, pecuária, agricultura, mineração, extrativismo, vegetação, vias de comunicação, comércio, indústria, navegação, destacando, naturalmente, as potencialidades que o Estado oferecia nesses campos todos, não s eesquecendo de registrar a história de cada município. o Álbum, ilustrado com fofografias (pouco mais de mil e cem), tabelas, gráficos, mapas e propaganda, constitui, sem dúvida, no Estado, a mais importante publicação da primeira metade do século 20.

R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Álbum Gráfico do Estado de Mato Grosso - Tomo I - S. Ayala & F. Simon

'Impresso na Alemanha em 1914 (chegou a Corumbá, por causa da Primeira Guerra Mundial, somente em 1918), o Álbum Gráfico do Estado de Mato Grosso, organizado por S. Cardoso Ayala e Feliciano Simon, tinha como principal objetivo "apresentar o Mato Grosso moderno aos que, dentro e fora do Brasil, não o conhecem e desejam conhecê-lo".
Os organizadores receberam apoio financeiro do Estado, de muitos comerciantes e industriais, bem como a cooperação de diversos articulistas, que abordaram os mais diferentes articulistas, que abordaram os mais diferentes aspectos de Mato Grosso: história, economia, população, ensino, imprensa, pecuária, agricultura, mineração, extrativismo, vegetação, vias de comunicação, comércio, indústria, navegação, destacando, naturalmente, as potencialidades que o Estado oferecia nesses campos todos, não s eesquecendo de registrar a história de cada município. o Álbum, ilustrado com fofografias (pouco mais de mil e cem), tabelas, gráficos, mapas e propaganda, constitui, sem dúvida, no Estado, a mais importante publicação da primeira metade do século 20.

R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

EDUARDO OLÍMPIO MACHADO – o homem, o meio, seu tempo - Antonio Lopes Lins

O autor faz uma homenagem no centenário de nascimento de Eduardo Olimpio Machado, baiano, advogado, veio para o Mato Grosso para assumir o cargo de Juiz de Direito em Corumbá. Intransigente nos seus princípios de independência moral e intelectual, pediu demissão e passou a advogar em Nioaque. Transferindo-se para Campo Grande onde chegou a ser prefeito de Campo Grande. O livro preza em episódios que retratam a primeira metade do século 20 no sul de Mato Grosso.





R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

EVOLUÇÃO HISTÓRICA SUL MATO GROSSO – AMAMBAÍ – a sua etimologia e sua pronuncia ante o tupi-guarani - João Batista de Souza

Evolução histórica sul Mato Grosso, com surpreendente carga de informações (numa época de escassa bibliografia), registra a história do sul de Mato Grosso e dos municípios.
Em Amambaí, o autor, lastreado em ampla pesquisa linguística, defende que a pronuncia do topônimo é Amambaí e não Amambai.




R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

MATO GROSSO - terra da promissão - João Batista de Souza

O baiano João Batista de Souza serviu no 16 Batalhão de Infantaria em seu estado natal, quando em 1903 recebeu ordens para se deslocar para Corumbá, obedecendo à estratégia da questão do Acre. Até o ano de 1961 morou na fronteira. Preocupado com a falta de informações sobre Mato Grosso escreveu esta obra, registrou a história do estado e de cada município, fatos que caracterizaram a primeira metade do século 20.






R$ 20,80
 

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

MORRO AZUL – estórias pantaneiras - Aglay Trindade Nantes

Os historiadores Valmir e Lucia Corrêa observam sobre esta obra: “ Aglay escreveu em busca de um tempo perdido e encontrou a maneira encantadora de organizar imagens do passado, marcadas pelas experiências de vida das mulheres que a precederam, como retratista de família, com a função de resguardar lembranças e documentar as experiências e sofrimentos dos mais velhos”.





R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

HISTÓRIA E ESTÓRIAS DA REVOLUÇÃO DE 1932 EM MATO GROSSO DO SUL - Atamaril Saldanha

A escassa bibliografia sobre a participação do sul de Mato Grosso na Revolução Constitucionalista de 1932 fez com que autor se dispusesse a fazê-lo em duas partes: na primeira, resgata a história da Revolução Constitucionalista em São Paulo; na segunda, descreve os episódios ocorridos já em terras sul-mato-grossenses, principalmente daqueles que participou, como a Coluna de Bronze. Esta obra, em linguagem coloquial, bem embasada, faz com que o leitor tenha compreensão deste importante momento da história de Mato Grosso do Sul.



R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

VOLUME IV – OS BARÕES DE VILA MARIA - Carlos Vandoni de Barros

Com uma linguagem simples e envolvente, Carlos Vandoni, resgata a figura do casal pioneiro no povoamento da Nhecolândia, a invasão paraguaia na Guerra da Tríplice Aliança. Consta nessa obra a “Notícia”, trabalho da baronesa, original, defendendo a anexação do estado de Mato Grosso ao de São Paulo.





R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Taboco - 150 anos - Balaio de Recordações - Renato Ribeiro

Leitura obrigatória para quem quer conhecer o pantanal de Mato Grosso do Sul, sobretudo pela qualidade de sua escrita e informações. Uma história sobre o povoamento e construção da economia da região, além de descrever o modo de vida do homem pantaneiro que, um forte, enfrentou a hostilidade do meio ambiente, precariedade de meios de comunicação e uma guerra.





R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Evolução política e revolução de Mato Grosso - Miguel Ângelo Palermo

O autor descreve o então extenso município de Nioaque e relata a contrarrevolução de Mato Grosso, liderada por Jango Mascarenhas, centrando-se em 1892, ano que marca o primeiro movimento de afirmação do sul do estado de Mato Grosso. Não satisfeito com o relato, Palermo observou cuidadosamente o povo e a história recente da região, escrevendo também “alguma coisa sobre a índole dos moradores da comarca, seus defeitos, tendências, necessidades, erros e virtudes”.





R$ 20,80

Ver Livro

COD.: Memórias Sul-mato-grossense

Derrotas - Joaquim Francisco Lopes

Todo estudo sobre Mato Grosso do Sul torna obrigatória a consulta aos escritos do Sertanejo, apelido de Joaquim Francisco Lopes, que realizou diversas viagens de exploração no sul de Mato grosso, registradas em relatórios, conhecidos como derrotas. A primeira em 1829, acompanhando os Garcia Leal, em Santana do Paranaíba, onde ficou até 1838. Na segunda, tinha como objetivo abrir uma comunicação fluvial do rio Paraná até o Baixo Paraguai. Lopes e sua comitiva entraram em, 1847, no rio Ivinhema e subindo os rios Brilhante e Miranda, chegaram a Albuquerque. A terceira seguiu a rota da anterior, quando foi aberto o varadouro do Nioaque, a quarta, em 1857, que teve como principal escopo a exploração dos rios Amambaí e Iguatemi e seus afluentes, fornece informações sobre o território, em especial aos índios que o habitavam.
 

Ver Livro
67 3384-1654 Av. Calógeras, 3000 - Centro, Campo Grande - MS, 79002-004 ┃ SEG à SEX dás 13hs até 17hs

Site Desenvolvido por: